Como se conectar ao telespectador por meio da música

Curiosidades Opinião

Estabelecendo uma ligação emocional entre telespectador e comercial, a música e
toda parte relacionada ao áudio em uma cena traz à tona alguns de nossos sentimentos,
sejam eles frequentes no cotidiano ou até aqueles que não recordávamos da existência.

Mas como é possível um simples conjunto de sons ter tanto poder nostálgico sobre nós?

Sempre ligada a funções sociais, desde a infância, a música se faz um voraz
estímulo cognitivo nos seres humanos. Pesquisas apontam que, ao ouvirmos certas
músicas, determinados campos cerebrais são ativados, porém, quando ouvimos uma
canção que gostamos muito, é acionada uma parte específica ligada diretamente a nossas
emoções, memórias e sensação de pertencimento e aceitação social.

Criar essa ponte sentimental entre o filme e o telespectador é fundamental para
obter maior impacto, e a maneira mais viável e direta de transmitir as emoções desejadas
ao próximo é por meio da música, realizando, assim, esse resgate afetivo.

Como os sons se propagam no nosso corpo?

De acordo com a tese desenvolvida pelo Dr.Nghiem, “não se ouve apenas com o
ouvido, mas com todo o corpo”. Logo o médico nos explica no que consiste sua afirmação:
“A energia dos sons graves se concentraria na bacia e os agudos na cabeça. Quando
cantamos ou ouvimos essa percepção das cavidades do corpo funcionando como analista,
viria reforçar aquela dos ouvidos”.

E como posso usar os sons a meu favor na montagem de um filme?

É importante sempre ter em mente sua proposta e quais estilos musicais casam com
ela. Podemos tomar como exemplo músicas de sons graves, essas tendem a tornar o
ouvinte mais enérgico e violento.

Outra categoria a ser analisada é o público alvo, principalmente se é feminino ou
masculino. O humano possui o poder de diferenciar uma voz de mulher ou de homem por
meio da frequência do som, ou seja, mulheres costumam ter a voz mais aguda, e homens
tendem a ter voz grave. Assim, ao montar a trilha sonora de um comercial para produtos
tipicamente femininos, é interessante que a música seja cantada por uma mulher, o que,
além de tudo, gera uma identificação subconsciente com a moça que assiste. A mesma
regra se aplica aos homens, procurando encaixar uma música de sons majoritariamente
graves e cantada por uma voz masculina.

A faixa etária pode ser considerada fundamental também. Se você busca atingir o
público teen, devemos buscar músicas atuais ou que provavelmente estiveram presentes na
vida desse adolecente ou criança. Já quando tratamos de pessoas não mais tão jovens, é
possível explorar muito o sentimento de nostalgia. E como faríamos isso? Simples, optando
por canções que estavam em alta durante a juventude daquele adulto.

A infância é o momento de nossas vidas onde exercemos a liberdade e alegria ao
extremo, assim, quando a visão que desejamos passar ao cliente final é algo que
provavelmente foi vivenciado em sua meninez, um recurso no qual podemos apostar é a
sensação de saudosismo, relembrando o telespectador da tranquilidade e simplicidade
infantil de enxergar o mundo por seus próprios olhos.

Continua com dúvidas? Compartilhe conosco!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Conversa
Estamos online!
Estamos online! Podemos te ajudar?